CDL de Laguna participa de jantar para divulgação  de novo serviço disponibilizado pela FCDL/SC

O presidente da CDL de Laguna, Samir Ahmad, esteve no Clube Cidade Luz em Tubarão, em 30 de janeiro, para participar de um jantar de divulgação do serviço de registro e protesto, disponibilizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina – FCDL/SC em parceria com os cartórios do país. O jantar, oferecido pela CDL de Tubarão, apresentou o funcionamento do sistema de registro de SPC e protestos em simultaneidade e, abordou a detalhes do novo serviço. Ahmad salienta a importância do resgate do crédito com mais essa importante ferramenta. “Esse serviço que as CDLs oferecerão aos seus associados é uma proposta inovadora, pois une o registro de SPC tradicional com o registro efetuado em cartório em um custo mais acessível, o que facilita e o torna menos burocrático”, enfatiza. O serviço de registro de SPC + Protesto foi disponibilizado pela CDL de Laguna aos seus associados desde fevereiro de 2014, mediante treinamento previamente agendado. Para o associado que ainda não ativou esse serviço, é preciso entrar em contato com a secretaria da entidade, através do telefone 3644-0405 ou pelo e-mail executivo@laguna.cdl-sc.org.br.

Ferramenta permite registro de devedores no SPC e cartório simultaneamente

Serviço lançado pela Federação das CDLs de SC já faz sucesso entre varejistas catarinenses

Os comerciantes catarinenses que enfrentam dificuldades no dia a dia para reaver o dinheiro de uma venda não paga têm agora uma nova ferramenta para ajudar na cobrança. A Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC) lançou o “Registro com Protesto”, serviço que permite aos varejistas registrarem o débito dos devedores em atraso não só no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), como também protestá-los, sem custas cartoriais.
(IPTB) e a FCDL/SC, a alternativa para recuperação de crédito já está disponível para os mais de 40 mil lojistas associados à entidade. De acordo com Sergio Medeiros, dirigente lojista, o serviço une segurança, agilidade e tecnologia em prol dos empreendedores. De uma certa burocracia com a documentação, a principal dificuldade para os empresários é justamente o custo dos emolumentos cartorários, que podem variar entre R$ 70 e R$ 120 dependendo do valor protestado e do cartório. No caso do Registro com Protesto do SPC/SC, o associado ficará isento destes emolumentos e ainda terá à sua disposição as informações de cartórios em determinadas opções de consultas no sistema do SPC”, destaca. Fruto de um convênio inédito entre o Instituto de Estudos de Protestos de Títulos do Brasil

“Atualmente, para que uma empresa ou pessoas física proteste um título em cartório, além Atualmente são passíveis de protesto, através dessa parceria, todo título de crédito de valor até R$ 15.600,00.”

Fonte: PalavraCom

Disponível em: FCDL

Seu comentário é muito importante

2 × quatro =